Bem-vindo ao Atlas Geográfico Escolar na Internet! Aqui você encontra ilustrações animadas sobre geografia e cartografia, e consulta mapas do Brasil e do Mundo de uma forma fácil e atraente.

Para que cada ponto da superfície da Terra pudesse ser localizado no mapa, foi criado um sistema de linhas imagi­nárias chamado Sistema de Coordenadas Geográficas. A co­ordenada geográfica de um determinado ponto da superfície da Terra é obtida pela interseção de um meridiano e um pa­ralelo.

Os meridianos são linhas imaginárias que cortam a Terra no sentido norte–sul, ligando um polo ao outro. Os parale­los são linhas imaginárias que circulam a Terra no sentido leste–oeste. Paralelos e meridianos são definidos por suas dimensões de latitude e longitude, respectivamente.

Os paralelos nos indicam a latitude, que é a distância, em graus, da linha do Equador até o paralelo de um determinado lugar. Os valores da latitude variam de 0o (linha do Equador) a 90o (polos), devendo ser indicada também a posição: no hemisfério sul (S) ou no hemisfério norte (N).

A longitude é a distância, em graus, entre o meridiano de origem e o meridiano local. Por convenção, adotou­-se como origem o Meridiano de Greenwich (que passa pelo observatório de Greenwich na Inglaterra).

Os valores da longitude variam de 0o (Greenwich) a 180o a leste e a oeste de Greenwich.

Os valores das longitudes são considerados negativos a oeste de Greenwich (hemisfério ocidental) e positivos a leste de Greenwich (hemisfério oriental).


© 2019 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística